CES 2021: As principais tendencias em tecnologias para o consumidor

A revista Forbes publicou uma materia concentrando a analise em cinco tendencias que foram consideradas as mais importantes com relação ao impacto de novas tecnologias voltadas ao consumidor apresentadas na edição deste ano da CES.

Preparamos um resumo a seguir e recomendamos a leitura da íntegra do artigo neste link.

Pela primeira vez na sua historia a CES foi um evento totalmente digital. E, desta maneira, os impactos do Covid-19 , de forma previsivel, tornaram os cuidados com a saude e a proteção elementos de grande relevancia a curto e médio prazo destas tendencias. As principais listadas neste artigo são:

1) Tecnologias desenvolvidas devido ao Covid-19

Isto inclui, entre outros:

- mascaras especiais, com capacidade de esterilização, projeção de voz e até iluminação LED
- termometros especiais que coletam temperaturas no ambiente domesticos e fazem analises
- a LG mostrou um robô anti-covíd autônomo que usa UV-C para desinfetar espaços e superfícies que começarão a funcionar na retomada em escolas, locais de trabalho e mesmo em hospitais
- telemedicina foi outro tema muito forte, mostrando como a Inteligencia Artificial pode ser utilizada remotamente para rastrear e prevenir doenças nos moradores monitorados

2) Trabalho e ensino à distancia

Um setor no qual a atividade e a inovação certamente explodiram no último ano é trabalhar e aprender em casa. Todos, de móveis a fabricantes de computadores, estão procurando maneiras de levar suas soluções de tecnologia aos milhões de escritórios domésticos e salas de aula recém-criados que se tornaram parte de nossas vidas. Muitas novidades foram apresentadas, desde robôs, equipamentos para teleconferencias, moveis ergonomicos com capacidade de promover relaxamento com massagens, telas OLED para laptops e equipamentos para garantir produtividade e conforto nos escritorios domesticos.

3) Entretenimento em casa

Os expositores mostraram diversas possibilidades para que os moradores criem novos habitos de consumo para substituir gastos que tinham ao viajar, comer fora ou participar de eventos publicos. Assim, foram apresentadas novidades em telas de projeção e monitores de TV de grande porte que podem ser utilizados em espaços menores sem interferir com o seu uso. Experiencias imersivas para videogames em realidade virtual. E até mesmo uma caixa de som bluetooth energizada pela água que jorra do chuveiro, garantindo musica ambiente durante o banho...

4) 5G

Quase todos os novos dispositivos incríveis em exibição precisam de dados para alimentá-los, e o 5G estava em toda parte na CES este ano, prometendo canalizar informações digitais em nossas vidas mais rápido do que nunca... Entre diversas novidades nos smartphones e similares, presenciamos o surgimento de uma nova gama de roteadores 5G domésticos que trarão velocidades super rápidas para escritórios domésticos e centros de entretenimento.

5) Transporte e mobilidade

Quando a pandemia acabar, todos nós precisaremos voltar aos deslocamentos novamente. Então, é bom ver que os fabricantes de veículos ainda estão trabalhando para resolver o problema de nos levar de A para B o mais rápido, confortável e seguro possível. Este ano, a tendência mudou de veículos com compartilhamento de carona para formas de transporte mais pessoais e privadas. Carros autonomos, outros movidos a energia solar. Entre as várias novidades,  a Mercedes-Benz está acabando com os botões de seu novo sedã elétrico EQS. Todo o painel é substituído por uma tela OLED (Hyperscreen) ue dá ao motorista e ao passageiro da frente acesso a todas as leituras, navegação, comunicação e tecnologia de entretenimento embutidas no carro.

Z-Wave abre especificações de longo alcance para desenvolvedores

Fonte: Residential Tech Today

Se você possui uma casa inteligente equipada com Z-Wave, há algo legal no horizonte. A empresa anunciou na semana passada que abriu sua especificação Long Range para desenvolvedores para a criação de produtos.

Z-Wave é uma tecnologia sem fio que não interfere no sinal do seu Wi-Fi e opera com pouca energia. Quando a tecnologia é utilizada em produtos de uso diário, como fechaduras e luzes, esses produtos se tornam “inteligentes”. Este sistema opera a 908,42 MHz nos Estados Unidos e Canadá. (No Brasil a faixa adotada é de 921,42 MHz)




A conectividade de longo alcance permite novas aplicações IoT fora de casa, sem a necessidade de repetidores, garantindo fácil instalação e baixo custo. Com um tamanho de rede de até 4.000 nós, o Z-Wave LR oferece a escalabilidade necessária em MDU e implantações de hospitalidade. Ele também reduz os custos de manutenção contínua com até 10 anos de vida em uma bateria de célula tipo moeda.

Que tipo de distância podemos esperar?

A especificação de longo alcance suporta distâncias de até vários quilômetros com uma potência de saída máxima de 30dBm, ao mesmo tempo que suporta até 4.000 nós em uma única rede. Isso representa um aumento de 20x em relação ao suporte de nó de malha enquanto coexistia na mesma rede que a malha. A especificação é compatível com versões anteriores e mantém a interoperabilidade com todos os dispositivos certificados Z-Wave.

“O grupo de trabalho técnico da Z-Wave Alliance tem atuado para ajustar a especificação Z-Wave LR para implantação”, disse Niels Johansen, presidente do comitê técnico. “Essas melhorias significativas posicionam a Alliance para solidificar o Z-Wave como o padrão de fato para soluções de IoT onde o sub-GHz é de missão crítica para o desempenho do dispositivo.”

A primeira implementação de LR, através de um membro da Aliança Silicon Labs, já alcançou uma linha de visão direta de alcance de 1,6 km utilizando + 14dBm de potência de saída. Com um alcance de transmissão previsível de vários quilômetros, a especificação expande muito as possibilidades de escalabilidade do sistema além dos limites de uma única propriedade residencial.

Outras aplicações para Z Wave LR

Essa tecnologia estende recursos para instalações e mercados maiores e mais complexos, incluindo hospitalidade, MDU, cidades inteligentes, instalações comerciais, grandes complexos residenciais e muito mais.

“Por quase 20 anos, a Z-Wave transformou a tecnologia sem fio para casa inteligente e dispositivos de segurança”, disse Mitch Klein, diretor executivo da Alliance. “À medida que a tecnologia IoT se expandiu para além das paredes de casa e da calçada, para edifícios comerciais, cidades inteligentes e muito mais, decidimos apoiar essas necessidades da indústria em evolução.”

Z-Wave LR está agora disponível na Silicon Labs em sua plataforma 700 e a especificação está agora disponível para membros da Aliança para desenvolvimento. O programa de certificação da Alliance incluirá LR até março de 2021, antecipando o lançamento de vários dispositivos habilitados para LR ao longo do ano.

A Construção Civil inovadora: destacando seus empreendimentos através das tecnologias de automação

Este artigo é baseado em publicação do Forbes Technologycal Council em julho de 2020


À medida que a tecnologia se torna mais integrada à vida diária, os compradores de casas esperam que as novas casas se tornem mais inteligentes. É por isso que os construtores inovadores recentemente colocaram uma forte ênfase na integração de dispositivos inteligentes diretamente nas suas novas construções. 

Enfatizar os aspectos "inteligentes" das casas que constroem permite que os construtores se diferenciem da concorrência. 

Portanto, não é surpresa que as construtoras estejam recorrendo cada vez mais às novas tecnologias para fortalecer seu apelo aos compradores experientes em tecnologia: automação residencial passa a ser uma escolha importante. Com este pressuposto orientado desde a conceção do projeto, os construtores esperam atrair uma nova geração de compradores de casas ecologicamente conscientes e voltados para a inovação. 

Conforme a tecnologia melhora, as casas se tornam mais inteligentes 

Algumas tendências de tecnologia são difíceis de prever. No passado, os construtores conectavam salas com plugues Ethernet integrados para facilitar a conexão à Internet. O Wi-Fi tornou essa prática obsoleta. A maioria dos proprietários prefere configurar um roteador Wi-Fi em vez de conectar equipamentos a uma porta Ethernet em cada cômodo. 

No entanto, os dispositivos inteligentes são uma realidade, não uma moda passageira. As previsões são de que teremos cerca de 63 milhões de residências inteligentes na América do Norte até 2022. É por isso que os construtores estão trabalhando para tornar suas casas mais adequadas a dispositivos inteligentes.

Em um comunicado à imprensa, a empresa de construção residencial PulteGroup, com sede em Atlanta, menciona que um bairro inteligente inteiro foi construído recentemente na cidade. "Composto por 46 casas geminadas, cada unidade permite que os proprietários controlem perfeitamente suas luzes, termostato, sistemas de segurança, porta de garagem, eletrodomésticos e muito mais com apenas o som de sua voz ou o toque de seu telefone." 

Além disto, existem impactos imediatos também na gestão das áreas comuns dos condominios. Quando instalados em unidades multifamiliares, os dispositivos inteligentes também ajudam os gestores de propriedades. Termostatos e controles de iluminação inteligentes ajudam a reduzir os custos de energia e a fazer um uso mais eficiente dos recursos. O controle de acesso inteligente permite mudanças de código fáceis quando um inquilino sai ou auxilia em admitir uma entrada autorizada, como para entregar um pacote.

Capacitando as casas do futuro

A inclusão de novas tecnologias pode ajudar uma nova casa a se destacar em um cenário imobiliário cada vez mais competitivo. Isso é verdade para casas de todos os tamanhos: desde apartamentos compactos nos maiores centros urbanos até grandes propriedades suburbanas. Com certeza, cada vez mais a automação residencial é uma escolha inteligente para construtores e compradores.